Enable JavaScript
vitrinas

vitrinas

Vitrines do conhecimento

Eliminar a defecação ao ar livre

Conteúdo atualizado em: 11/04/2021
Dados por país

Global Health Observatory data repository (em inglês)

Dia Mundial do Toalete

Nações Unidas (em inglês)

Pessoas que praticam defecação ao ar livre

% da população (em espanhol)

Água, Saneamento e Higiene

Relatório Anual 2018 (em inglês)

A defecação a céu aberto é um problema de saúde pública nas Américas e um dos principais riscos ambientais.

 

*Publicações científicas e técnicas na BVS

Meta 3.9

Reduzir substancialmente o número de mortes e doenças causadas por produtos químicos perigosos e a poluição do ar, da água e do solo.

Colera - OMS / L. Pezzoli

A ODS 3 sobre Saúde e Bem-Estar determina que garantir uma vida saudável e promover o bem-estar de todas as pessoas em todas as idades é fundamental para a realização do desenvolvimento sustentável. A este respeito, ao avaliar o indicador 3.9.2, foram realizados progressos importantes na redução da taxa de mortalidade, bem como no aumento do acesso à água e aos serviços de saneamento na América Latina e nas Caraíbas; contudo, é essencial eliminar a prática da defecação aberta, que provoca um grande número de doenças, especialmente para as populações vulneráveis. A este respeito, é necessário um esforço conjunto e intersetorial para erradicar completamente uma vasta gama de doenças e fatores associados à saúde humana, bem como a falta de serviços de saneamento, em todas as áreas, contextos e idades.

 

*Documentos na região Latino-americana e do Caribe.

Indicador 3.9.2. Taxa de mortalidade atribuída a água não segura, saneamento deficiente e falta de higiene (exposição a serviços não seguros de água, saneamento e higiene para todos (WASH, sigla em inglês)

Meta 6.2

Alcançar acesso equitativo ao saneamento e à higiene adequados para todos e eliminar a defecação a céu aberto, prestando especialatenção às necessidades de mulheres e meninas e de pessoas em situações vulneráveis.

O saneamento inadequado afeta negativamente a saúde das pessoas, e mais ainda daqueles que são considerados parte da população vulnerável. Estudos sobre este tema determinam que os esforços para eliminar a prática da defecação aberta são essenciais para atingir a meta 6.2, que garantirá que, até 2030, o acesso a serviços de saneamento e higiene adequados e equitativos para todos deve ser alcançado e que a defecação aberta deve ser interrompida, dando especial atenção às necessidades das mulheres e meninas, bem como àquelas em situações vulneráveis. A eliminação da defecação a céu aberto representa um objetivo central para que a população tenha acesso a pelo menos saneamento básico, o que determina um melhor nível de bem-estar para a população em geral.

*Documentos na região Latino-americana e do Caribe.

Agua Paho ETRAS Blog

Indicador 6.2.1 Proporção da população que utiliza instalações sanitárias e de lavagem das mãos com água e sabão

A situação dos países

Caribe

Cuba

Jamaica

Puerto Rico

República Dominicana