Perguntas Frequentes

Página em construção

Introdução à ferramenta EVID@Easy

EVID@Easy é uma ferramenta para ajudar profissionais da saúde a encontrar evidências para apoiar a tomada de decisão na gestão da saúde. A ideia surgiu em 2014, ao perceber a dificuldade que a maioria dos gestores tinha de encontrar evidências científicas para respaldar suas decisões em saúde. Então iniciou-se um trabalho de mapeamento dos principais tipos de perguntas dos gestores de saúde e quais os melhores tipos de estudos científicos para responder às perguntas. Este mapeamento foi a base para a construção de estratégias de busca avançadas nas principais bases de dados da Biblioteca Virtual em Saúde (BVS). O passo seguinte foi a construção de uma ferramenta que facilitasse a combinação destas estratégias de busca de forma simples por diferentes caminhos ou trilhas a partir de um problema de saúde.
Estratégia de busca pode ser definida como uma técnica ou conjunto de termos que torna possível o encontro entre uma pergunta de pesquisa e a informação armazenada em base de dados (LOPES, 2002). Consiste na combinação de palavras-chaves ou termos adequados à cada base de dados para possibilitar um recorte sensível ou específico de conteúdo dentro de uma determinada temática. As estratégias de busca do EVID@Easy foram formuladas e validadas por especialistas em sínteses de evidências para garantir a recuperação das evidências que melhor respondem aos diferentes tipos de perguntas dentro de temas específicos.
EVID@Easy é uma ferramenta que funciona dentro da BVS, guiando a formulação de uma busca que é processada nas bases de dados que fazem parte da BVS. EVID@Easy não tem uma coleção de bases de dados própria. É errado dizer que a busca foi feita no EVID@Easy. A busca será sempre na BVS. A diferença está na forma de fazer a busca, que na BVS pode ser com palavras-chave e/ou termos de busca ingressados diretamente na caixa de busca da BVS, ou através da ferramenta EVID@Easy. Em ambas formas o resultado da busca será apresentado na BVS, com os filtros e outros recursos que possibilitam o usuário seguir navegando e explorando o resultado.
São selecionados estudos científicos com rigorosa metodologia de pesquisa que apoiam as decisões na gestão da saúde de uma região. Por exemplo: • Quais as ações mais apropriadas para enfrentar o aumento de casos de dengue? • Como avaliar o impacto de políticas e programas de saúde? • Como determinar a magnitude de mortes e acidentes de trânsito (com base em estudos de prevalência e incidência)? • Quais os custos e/ou custos-benefícios envolvidos na implementação de intervenções para redução da mortalidade neonatal?
O que torna EVID@Easy diferente de outras ferramentas é a forma de pesquisa guiada a partir de perguntas e necessidades do processo de decisão em saúde. EVID@Easy está baseada nas etapas tradicionais do processo de decisão, que são: entender o problema, encontrar opções para enfrentar o problema, como implementar as opções de intervenção para o problema, e como avaliar o impacto das intervenções. Para cada etapa das decisões podemos ter um tipo de estudo (evidência) mais apropriado em termos metodológicos. Por exemplo, os estudos de prevalência e de incidência podem contribuir para o entendimento de um problema de saúde. Com esta lógica, as trilhas do EVID@Easy foram traçadas e as estratégias de buscas foram construídas, fazendo o usuário chegar a um resultado de busca com grande possibilidade de responder a diferentes necessidades dos tomadores de decisão. A expressão de busca que está por trás de cada trilha é complexa e leva em consideração diferentes parâmetros, dos quais, o mais importante, é o tipo de estudo que melhor pode responder às perguntas. EVID@Easy está disponível em 4 idiomas, integrado na BVS, com acesso gratuito e aberto.
Descritos na Agenda 2030, da Organização das Nações Unidas (ONU), os ODS estão entre as principais realizações recentes em sustentabilidade no mundo. Eles representam um plano de ação global para eliminar a pobreza extrema e a fome, oferecer educação de qualidade ao longo da vida para todos, proteger o planeta e promover sociedades pacíficas e inclusivas até 2030. Nesta direção, cada vez mais é requirido aos gestores de saúde a identificação de suas iniciativas junto aos ODS para justificar o uso dos recursos públicos.
EVID@Easy é uma ferramenta em constante evolução. Dentre os planos da OPAS para a ferramenta está a incorporação algoritmos de inteligência artificial que considerem contexto e outras variáveis que buscando mais acurácia para a busca. Além disso, a classificação por relevância dos estudos recuperados face ao problema apresentado pelo usuário.

Conteúdo do EVID@Easy

Os resultados apresentados na busca do EVID@Easy são evidências científicas, entre as quais destacam-se revisões sistemáticas, ensaios clínicos randomizados e controlados; estudos de coorte bem elaborados e estudos de caso de controle com revisão sistemática.
EVID@Easy está integrado na BVS, logo, toda busca realizada por meio do EVID@Easy será processada na coleção de bases de dados da BVS com mais de 40 bases de dados: LILACS, MedCarib, MEDLINE; repositórios institucionais - WHO-IRIS, PAHO-IRIS; bases de dados especializadas como BDENF, MOSAICO, BRISA, BIGG, PIE, Hanseníase, Desastres; bases de dados nacionais, por exemplo, CUMED, Coleciona SUS, LIPECS, ARGMSAL entre outras; e ainda LIS e Multimidia.
Os estudos apresentados no resultado de busca via EVID@Easy são aqueles que respondem a uma estratégia de busca. Cada trilha EVID@Easy corresponde a uma seleção de opções (perguntas) feitas pelo usuário, que ao fim é representada por uma avançada estratégia de busca. Portanto, o resultado da busca é totalmente relacionado à trilha selecionada pelo usuário e aos estudos que estão registrados nas bases de dados da BVS. Uma vez mais, EVID@Easy é uma ferramenta de busca guiada, não é uma base de dados. E, todas as estratégias de busca que estão por trás das trilhas são desenvolvidas por bibliotecários especializados em pesquisa bibliográfica, e validadas por profissionais especializados em formulação de políticas de saúde informadas por evidências.
Open Access ou Acesso aberto significa a disponibilização online e sem limitações dos resultados de investigação científica. Embora a BVS é de acesso livre e gratuito algumas das bases de dados que compõem seus índices são referenciais, isto é, fazem referência à (indexam) artigos publicados em diferentes periódicos científicos. Alguns destes periódicos podem ter restrições de acesso aos textos completos impostas por seus editores.
O serviço conta com 4 trilhas principais que que representam as demandas do gestor em saúde para tomada de decisão: • Compreensão e caracterização do problema • Identificação de opções (intervenções) para abordar o problema • Considerações sobre a implementação de opções (intervenções) • Avaliação do impacto da implementação das opções (intervenções) para o problema   Outras 16 trilhas derivam das 4 principais apresentando um resultado da pesquisa de acordo com os tipos de estudos metodológicos mais indicados para responder cada uma das perguntas.

Sobre evidências em saúde

Pesquisa no EVID@Easy

Como saber qual estratégia de busca está por trás das perguntas ou opções oferecidas em cada uma das trilhas do Evid@Easy? TABELA Saiba mais em: https://bvsalud.org/queries/
As trilhas são programadas para apresentar o resultado de acordo com o tema selecionado e os tipos de estudos metodológicos que melhor respondem a sua pergunta. Na interface de resultado estão disponíveis alguns Filtros que podem ser selecionados para refinar o resultado de busca. Saiba mais em:
Sim, utilize as ferramentas disponíveis na interface de resultado. Saiba mais acessando a área Como pesquisar? no Portal Regional da BVS.
Temas relacionados à recuperação de conteúdos na interface do EVID@Easy podem ser encaminhados ao Serviço de atendimento ao usuário da BVS: https://bvsalud.org/contate-nos/
...