Associação Protectora dos Diabéticos de Portugal - APDP

https://apdp.pt/

Do ponto de vista histórico Associação Protectora dos Diabéticos de Portugal (APDP) foi fundada em 1926 para fornecer insulina a nível nacional aos pobres e carenciados com diabetes. Evoluiu para uma instituição de prestação de cuidados de saúde globais e de proteção às pessoas com diabetes, numa zona de influência correspondente ao território nacional e com ligações no campo assistencial, de investigação e formativo a várias instituições e organizações internacionais. É uma Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS) no âmbito da saúde reconhecida oficialmente de superior interesse nacional e dotada de autonomia técnica, administrativa e financeira. É a decana das Associações a nível mundial e está federada na Internacional Diabetes Federation (IDF). A APDP é parceira e participante ativa do Programa Nacional para a Diabetes. É desde 2009 o único centro nacional reconhecido pela IDF como Centre of Education of the International Diabetes Federation e, desde 2011, a nível europeu, é também reconhecida como clínica de referência para o tratamento de crianças e jovens – Centre of Reference for Pediatric Diabetes.

Originador(es): Associação Protectora dos Diabéticos de Portugal - APDP
Recurso adicionado em: 27/05/2019
Idiomas disponíveis: Português
Diabetes Mellitus, Diabetes Mellitus Tipo 1, Diabetes Mellitus Tipo 2, Diabetes Autoimune Latente em Adultos, Diabetes Gestacional, Neuropatias Diabéticas, Resistência à Insulina, Poliendocrinopatias Autoimunes, Síndrome de Cushing/complicações, Acromegalia/complicações, Feocromocitoma/complicações, Hemocromatose/complicações
  • Compartilhar
  • Sugerir uma palavra-chave
    [X]
    Sugestões
    Separadas por virgula
    [X]
    Obrigado por sua sugestão.
    Problemas de comunicação. Por favor tente novamente.
  • Informar um erro
    [X]
    Motivo
    Novo Link (opcional)
    [X]
    Obrigado por informar este problema.
    Problemas de comunicação. Por favor tente novamente.
comments powered by Disqus