PREVENÇÃO COMUNITÁRIA DO CRIME E DA VIOLÊNCIA EM ÁREAS URBANAS DA AMÉRICA LATINA: UM GUIA DE RECURSOS PARA MUNICÍPIOS

https://www.esteio.rs.gov.br/documents/SMSMU/Prevencao_Comunitaria_Banco_Mundial.pdf

O propósito deste guia é oferecer informações sobre como formular programas de redução da violência e do crime a prefeitos da América Latina. Ele reúne as melhores informações que encontramos a respeito de princípios de boa prática, métodos por etapas e exemplos de todo o mundo de estratégias municipais de prevenção eredução do crime e da violência.O grosso do relatório simplesmente reproduz o Manual for Community Based Crime Prevention desenvolvido pelo governo sulafricano. Este foi adaptado para o contexto latino-americano, em geral pela adição deexemplos da região. Também valemo-nos do trabalho de vários outros organismos, tais como o Safer Cities Programme da Habitat-ONU, a OMS e o ICPC. Ao compilar este guia, nossa meta era ao mesmo tempo muito modesta e muito ambiciosa. Modesta porque não tínhamos a intenção de fazer uma pesquisa original, mas sim de fazer uma síntese de informações úteis. Ambiciosa porque esperamos sinceramente que possa ser de serventia para prefeitos e funcionários municipais que enfrentam os problemas do crime e da violência. Nosso objetivo é, portanto, que este guia—seguido integral ou parcialmente—ofereça conselhos, recursos e inspiração que sejam úteis e, acima detudo, práticos, a municípios que estejam formulando suas estratégias de prevenção do crime e da violência.

Originador(es): The World Bank
Recurso adicionado em: 06/10/2016
Idiomas disponíveis: Inglês, Espanhol, Português
Violência, prevenção da Violência
  • Compartilhar
  • Sugerir uma palavra-chave
    [X]
    Sugestões
    Separadas por virgula
    [X]
    Obrigado por sua sugestão.
    Problemas de comunicação. Por favor tente novamente.
  • Informar um erro
    [X]
    Motivo
    Novo Link (opcional)
    [X]
    Obrigado por informar este problema.
    Problemas de comunicação. Por favor tente novamente.
comments powered by Disqus